47760121322_3fa20fc5a6_o.jpg

A Universidade de Cabo Verde, em parceria com a Embaixada dos Estados Unidos da América no país, promoveu a segunda conferência de comemorações dos 200 anos de relações entre Cabo Verde e os Estados Unidos da América.

O evento assinalado por um conjunto de atividades teve lugar no dia 30 de abril, no auditório Pio Gottin em São Filipe, Ilha do Fogo, com o objetivo de revisitar as ligações históricas secularmente construídas entre os dois países bem como as relações diplomáticas, económicas e culturais do passado e atuais.

A cerimónia de abertura contou com a intervenção do Presidente da Comissão Organizadora, Saidu Bangura, que agradeceu os membros da Embaixada dos Estados Unidos em Cabo Verde por acreditarem na Uni-CV, confiando-lhe a organização do evento que celebra essa forte e duradoira parceria.

Destacou o principal objetivo do evento que tem a ver, sobretudo, com o envolvimento de académicos em Cabo Verde e nos EUA com o foco na história e a importância das relações entre os dois países e povos. Por outro lado, serve como plataforma de reflexão sobre as conexões entre os dois países, análise e apresentação de testemunhos por parte de Cabo Verde e dos EUA sobre a contribuição da maior diáspora Cabo-verdiana - “serve como plataforma para garantir mais relações entre os dois países, e construir novas pontes”. Frisou ainda que, o objetivo principal é, no mínimo, produzir um livro e documentos importantes para que as gerações vindouras possam compreender como é que as relações que unem essas nações começaram e como se encontram nessa parceria.

{os-gal-37}

A Chargée D´Affaires – US Embassy na Praia, Marissa Scott-Torres aproveitou o momento para congratular e refletir sobre a história, os interesses comuns e identidade como nações de emigrantes e empresários, mas, igualmente, como povos que apreciam e cultivam a liberdade e a democracia.

A Encarregada de Negócios da Embaixada Americana em Cabo Verde finalizou o seu discurso, reafirmando o seu desejo de continuar a apoiar o incremento dos laços de cooperação e amizade com Cabo Verde e o seu fantástico povo.

{os-gal-38}

O vereador da Educação, Infraestrutura, Urbanização, Planeamento do Território e Habitação, Lucas Alves, afirmou que são mais de duzentos anos de cooperação e amizade com implicações e impactos evidentes no comércio, na educação, saúde, segurança, vida cultural e na própria forma de ser do cabo-verdiano. Avançou ainda que “os tempos são outros e as necessidades e os desafios são diferentes e de outra complexidade, daí o imperativo de continuar a investir no reforço das relações bilaterais existentes e tudo fazer para que elas favoreçam cada vez mais os nossos respetivos povos”.

Importa referir que a mesa foi composta pelos conferencistas Fausto do Rosário, Paulino Oliveira do Canto e Odair Barros Varela e os temas apresentados foram, respetivamente: “América na obra romanesca de Teixeira de Sousa”, “Representações sociais sobre a emigração para Merka na Ilha do Fogo, Cabo Verde” e “O papel de Cabo Verde na política de segurança e defesa dos EUA”.

Conferência de comemorações dos 200 anos de relações entre Cabo Verde e os Estados Unidos da América